Created with Snap
Conheça as melhores práticas para o transporte de grãos no Brasil

Conheça as melhores práticas para o transporte de grãos no Brasil

As últimas décadas foram marcadas por uma grande transformação na agricultura brasileira. Em pouco mais de 40 anos, entre 1975 e 2017, a colheita de grãos no país passou de 38 milhões de toneladas para 236 milhões, crescimento motivado principalmente pelo aumento das áreas de plantio e do investimento na produção agrícola.

Apesar dos ótimos números do setor agrícola brasileiro, o transporte de grãos ainda é um desafio no país, fazendo-se necessário que as empresas adotem algumas práticas essenciais para a realização do transporte com qualidade e eficiência.

Quer saber quais são os desafios do transporte de grãos e quais as melhores práticas para evitar essas dificuldades? Neste post, separamos as principais informações sobre o assunto. Acompanhe!

Os desafios do transporte de grãos no Brasil

Como os grandes centros de produção agrícola estão localizados no interior do país, longe dos portos e áreas consumidoras, fazer o transporte de grãos não é algo fácil. A seguir, separamos quais são os principais desafios encontradas por empresas que trabalham com esse tipo de carga.

Má conservação das estradas

Nos últimos anos, a qualidade das rodovias brasileiras vem caindo cada vez mais. Para se ter uma ideia, em 2019, 59% das rodovias do país apresentavam problemas. Além de aumentar as chances de que os caminhões sofram algum estrago, a má conservação das estradas impede que os motoristas tenham uma boa dirigibilidade, o que compromete diretamente o desempenho do transporte e os resultados do negócio.

Leia também:  Renovação de frota de caminhões: 6 sinais de que já está na hora!

Perda de grãos

Outro desafio é a perda de grãos no transporte que está ligada a diversos fatores, incluindo a má conservação das rodovias. Em 2015, por exemplo, problemas na logística dos alimentos contribuíram para uma perda de 2,3 milhões de toneladas de soja e milho no Brasil, o que representou um prejuízo de mais de R$2 bilhões.

Emissão de gases poluentes

Por fim, um desafio que traz consequências negativas não só para as empresas, mas para todo o meio ambiente: o setor de transporte é um dos principais responsáveis pela emissão de dióxido de carbono na atmosfera. Apesar do grande investimento em tecnologia nos veículos, a emissão de gases vem crescendo a cada ano.

As melhores práticas para realizar o transporte de grãos

Sabemos que a má conservação das rodovias, um dos principais vilões do transporte, não é de responsabilidade das empresas, mas quem atua nesse setor deve colocar algumas ações em prática para garantir a eficiência do transporte de grãos. Saiba quais são elas a seguir:

Utilize apenas caminhões adequados

Excesso de peso, posicionamento incorreto da carga e lonas mal colocadas são situações comuns para uma empresa que utiliza veículos inadequados para o transporte de grãos, o que contribui diretamente para perdas e desperdício no deslocamento. Para fugir dos prejuízos e ter maior eficiência no transporte, é essencial utilizar um caminhão adequado.

Promova capacitações para os motoristas da frota

O cuidado com o veículo é imprescindível no transporte, mas você não pode se esquecer também de estar atento e contar com uma equipe de motoristas capacitada e eficiente. Isso deve começar desde o momento da escolha do condutor (quando você precisa verificar se ele tem histórico recente com drogas e bebidas, por exemplo) até após a contratação (momento em que capacitações e treinamentos são muito importantes).

Leia também:  Locação de caminhão pequeno vale a pena? Entenda!

Faça o armazenamento correto

Outra prática necessária a se fazer é o armazenamento correto dos grãos, mantendo a carga bem vedada. Isso vai garantir que os grãos cheguem ao seu destino final com a mesma qualidade e e as mesmas condições que apresentavam no local de saída, evitando que tenham contato com condições adversas, como calor, frio ou chuva.

Reforce a segurança

Além de mais da metade das rodovias brasileiras estarem em más condições de conservação, elas também apresentam altos riscos de segurança quando falamos de roubos e furtos. Portanto, é importante traçar roteiros que evitem zonas perigosas e investir em tecnologias de segurança.

Você também não pode se esquecer de observar toda a parte mecânica do caminhão, pois se houver alguma quebra ou avaria, há riscos tanto de que ocorra um acidente quanto do motorista ficar parado na estrada e não conseguir realizar a entrega.

Faça a limpeza do veículo de forma adequada

Essa pode parecer uma dica simplista, mas que é essencial e acaba sendo esquecida por muitos gestores de frota. Afinal, é comum que uma grande quantidade do carregamento seja perdida pelo simples fato de a carroceria estar em más condições.

Antes de iniciar um transporte, observe se há vestígios de outras cargas, se há alguma parte do veículo enferrujada ou se existem avarias como fungos, madeira podre e umidade, por exemplo.

Os benefícios de contar com uma frota terceirizada

Como você deve ter percebido, o que não falta são desafios na hora de fazer o transporte de grãos. No entanto, é possível atuar no segmento com tranquilidade e segurança ao contar com uma frota terceirizada, já que, com ela, você não vai precisar se preocupar com burocracias ou com a adoção de cuidados específicos na hora do transporte.

Leia também:  Tecnologia automotiva e terceirização de frotas: entenda a relação!

Conheça os principais benefícios de investir na terceirização da frota de caminhão:

  • previsibilidade dos custos: ao contrário da frota própria, em que os custos são altos e variáveis, com a terceirização o gasto é sempre previsível. Afinal, a maior parte deles já está prevista em contrato;
  • tecnologia de ponta: a maioria das empresas que atua com terceirização trabalha com veículos modernos, que contam com tecnologia de ponta para garantir o conforto e a segurança do motorista e da carga;
  • aumento do desempenho: com veículos modernos e eficientes, o transporte de cargas será feito com muito mais agilidade e qualidade. Consequentemente, os clientes ficarão mais satisfeitos;
  • não representa um capital parado: se a empresa é de pequeno porte, investir uma grande quantidade de capital em uma frota própria pode não ser uma boa ideia, pois o dinheiro pode ser melhor aproveitado em outras frentes do negócio.

Como você percebeu neste post, o transporte de grãos oferece grandes desafios, sendo necessária a adoção de diversas práticas para garantir um deslocamento eficiente e de qualidade. Por isso, apostar na terceirização da frota pode ajudar (e muito!) a reduzir as preocupações do dia a dia.

Então, que tal recorrer à Unidas Frotas para fazer esse serviço? Afinal, a Companhia conta com um segmento específico para a locação de caminhões, a Unidas Trucks. Entre em contato agora e descubra como a Unidas pode ajudar você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2022 Unidas Frotas. Vamos juntos. - Todos os direitos reservados