Created with Snap
sazonalidade

Como se preparar para a sazonalidade do setor agrícola no Brasil?

Para que uma produção agrícola tenha bons resultados, é necessário que uma série de quesitos sejam favoráveis a ela. Entre eles, as condições climáticas para cultivo, a manipulação de produtos e o armazenamento de grãos, por exemplo.

No entanto, anualmente, é possível identificar plantações inteiras sendo descartadas devido a má gestão de seus produtores, que não se preparam adequadamente para a sazonalidade. Ainda que as novas tecnologias possibilitem a produção de alimentos em condições desfavoráveis, é necessário adotar alguns cuidados para evitar imprevistos.

Para ajudar você, produtor rural, nesses casos, preparamos este artigo com as principais informações sobre a sazonalidade de demandas agrícolas no Brasil e como se preparar para esse cenário. Acompanhe!

O setor agrícola no Brasil

A principal marca da agricultura brasileira atual é a formação de complexos agrícolas, que se destaca pela produção de soja, milho, cana-de-açúcar e algodão. De modo geral, há quatro tipos de produção agrícola:

  • subsistência: também conhecida como agricultura familiar, é a produção destinada ao autoconsumo;
  • comercial: nessa produção, pratica-se a monocultura, em que apenas um tipo de alimento é cultivado. Ela é realizada em larga escala e voltada, essencialmente, à comercialização dos produtos cultivados;
  • orgânica: a partir de técnicas de baixo impacto ambiental, a produção é ligada ao desenvolvimento sustentável;
  • permacultura: aqui, são levados em consideração aspectos paisagísticos e energéticos. O processo agrícola é integrado ao meio ambiente, sendo cultivadas plantas permanentes e semipermanentes.
Leia também:  3 dicas para escolher os melhores carros para empresas

A sazonalidade do setor agrícola

Para quem deseja alcançar resultados positivos ao final de uma safra, é essencial entender a sazonalidade da agricultura. Afinal, cada tipo de plantação depende de uma condição climática específica.

Basicamente, a sazonalidade é o período em que as condições climáticas favorecem a produção de determinados alimentos. Ao estar atento a esse aspecto e fazer o plantio em épocas adequadas, é possível aumentar a produtividade e a qualidade em seus produtos. Além disso, será possível ter um melhor custo final para a produção, pois as despesas e investimentos em insumos serão menores.

No Brasil, o melhor período para o cultivo, ou seja, a época em que as condições climáticas são ideais, vai do início de outubro até o final de março. Já o período em que o clima não está adequado, chamado de entressafra, começa em julho e vai até setembro.

Para entender os efeitos da sazonalidade, vamos pegar como exemplo o plantio da soja. Em anos de seca, o início do plantio do grão começa mais tarde, pois ela depende da umidade do solo para se desenvolver. Dessa forma, é imprescindível que o produtor esteja atento à sazonalidade para que sua safra seja iniciada no período adequado.

sazonalidade

Como se preparar para a sazonalidade do setor agrícola?

Agora que você já sabe o que é a sazonalidade, é hora de conferir como se preparar para ela e garantir bons resultados no setor agrícola. Acompanhe, a seguir, as melhores dicas.

Faça a previsão de demandas

Também conhecida como estimativa de demanda, é uma técnica utilizada nos mais variados segmentos do mercado, ajudando as empresas a antecipar o que acontecerá e o que vai impactar sua produção.

No setor agrícola, é necessário usar a previsão de demandas para tomar decisões mais precisas quanto a preços de produtos, potencial de vendas dos alimentos, possibilidade de expansão da safra, entre outras.

Leia também:  Como alugar caminhões leves, semipesados ou extrapesados?

Um exemplo: imagine que você perceba que a demanda por determinado alimento aumentará no futuro. No entanto, se o plantio tiver que ser feito fora das épocas tradicionais, talvez a melhor opção seja planejar o início das operações em uma época mais propícia, certo?

Entenda quais são as sazonalidades

Cada alimento está melhor adaptado a se desenvolver em determinada região e a certa condição climática. Assim, de nada adianta tentar plantar um grão que se dá melhor em épocas de tempo seco, em meses chuvosos, por exemplo.

Portanto, entender quais são as sazonalidades vai permitir que você gaste menos insumos na safra e tenha mais produtividade. Veja, a seguir, as quatro estações e alguns exemplos de alimentos que se desenvolvem melhor em cada uma delas:

  • outono: beterraba, berinjela, kiwi e maracujá;
  • inverno: inhame, mandioca, laranja e limão;
  • primavera: tomate, abóbora, banana e caju;
  • verão: pêssego, uva, coco e melancia.

Esteja preparado para as demandas

O planejamento é imprescindível em todos os segmentos do mercado e, na agricultura, a situação não é diferente. Assim, quando falamos em preparação para a demanda, em alguns momentos, pode ser necessário estocar alimentos, enquanto em outras épocas, o mais rentável pode ser produzir apenas o que houver demanda.

Nessa preparação, é importante levar em consideração, além da sazonalidade, diversos outros fatores, como a fertilidade do solo e a mão de obra. Afinal, tudo isso influencia diretamente a produtividade.

Invista em tecnologia

Hoje, a tecnologia está presente em todos os níveis de produção no campo. É possível contar, por exemplo, com softwares que ajudam a mapear a agricultura e máquinas automatizadas para percorrer a lavoura sem operadores.

Essa também é uma forma de se preparar para a sazonalidade e não ser tão afetado caso um imprevisto aconteça. Nem é preciso arcar com altas somas de dinheiro em recursos tecnológicos, uma vez que existem muitas novidades no mercado que são acessíveis e simplificam bastante a vida de qualquer produtor.

Leia também:  Recrutamento e seleção: como aplicar um bom processo na sua empresa?

Terceirização de frotas: por que é uma boa ideia?

Ao seguir as dicas que apresentamos acima, você vai conseguir se preparar para a sazonalidade e não ser tão afetado pelas mudanças de tempo e das estações. Se você deseja ter mais produtividade e melhores resultados, investir na terceirização da gestão de frotas também é muito importante.

No agronegócio, a terceirização traz diversos benefícios, como a redução do uso de limites de crédito, uma vez que os recursos que seriam destinados à compra de veículos podem ser investidos em demandas operacionais. Além disso, a terceirização ainda auxilia a aumentar o índice de liquidez do negócio e a reduzir a necessidade de capital de giro, além de melhorar a gestão de logística.

Depois de conferir nosso post, deu para perceber que se preparar para a sazonalidade não é algo impossível, certo? Ao investir na terceirização de frotas, você pode contar com veículos mais preparados e tecnológicos, capazes de ajudar nas demandas da safra de acordo com a época. Conte com a Unidas Frotas nessa missão – converse agora mesmo com um de nossos consultores!

Agora que você já sabe como se preparar para a sazonalidade de demandas no setor agrícola no Brasil, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais e ajude seus amigos a também entenderem mais sobre o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2021 Unidas Frotas. Vamos juntos. - Todos os direitos reservados