Created with Snap
Gestão de fornecedores: entenda a importância e saiba como fazer!

Gestão de fornecedores: entenda a importância e saiba como fazer!

Para que uma empresa funcione bem, toda a operação precisa estar alinhada a um gerenciamento adequado de todas as partes envolvidas. Nesse contexto, a gestão de fornecedores é fundamental, porque garante o bom funcionamento dos fluxos que dependem desses stakeholders na rotina de uma empresa.

Se você percebe que na sua empresa há situações que necessitam de melhorias, como a gestão de uma frota de veículos, por exemplo, confira esse artigo. Nele, vamos mostrar a importância da gestão de fornecedores e o que você deve fazer para obter o melhor de cada parceria empresarial deste tipo. Confira:

Gestão de fornecedores: qual a importância?

Antigamente, essa era uma atividade de segundo plano nas empresas. No entanto, o cenário se modificou e atualmente esta é uma ação estratégica, principalmente nas médias e grandes organizações.

Essa mudança ocorreu porque as empresas perceberam que, com um gerenciamento adequado dos fornecedores, pode-se obter os melhores produtos e serviços do mercado com uma boa relação de custo x benefício.

Nesse cenário, é importante lembrar ainda de que a cadeia de suprimentos (ou supply chain) tem como objetivo fazer a gestão de diferentes fluxos (como o de informações, de bens, de finanças e de serviços) e gerenciar as relações entre a empresa e seus fornecedores, alcançando mais facilmente os objetivos organizacionais.

Mas quais foram os fatores que incentivaram a adoção do gerenciamento de fornecedores? De maneira geral, podemos enumerar:

  • Aumento do valor agregado dos produtos, serviços e matérias-primas adquiridos;
  • Importação de produtos oriundos de outros países (situação incentivada devido à globalização);
  • Competitividade de preços;
  • Avanços tecnológicos;
  • Diminuição do ciclo de vida dos produtos, reduzindo o tempo médio de novas aquisições por parte dos clientes.
Leia também:  Como superar a crise e gerar caixa com sua frota corporativa

Assim, o objetivo é que a empresa compradora trabalhe em parceria com os fornecedores, atuando em múltiplas etapas do processo, desde a entrega do produto ou da matéria-prima até o pós-venda.

Com isso, é possível conquistar a melhoria da qualidade e da competitividade do seu produto final.

Como deve ser feita a gestão de fornecedores?

Como deve ser feita a gestão de fornecedores?
O primeiro passo é entender que o mercado é competitivo e que essa característica se estende também à cadeia de suprimentos. Ou seja, é necessário escolher bem o fornecedor e fazer um bom acompanhamento no início, conquistando as melhores condições de fornecimento, prazo e entregas.

Além disso, é preciso delimitar quais serão os fornecedores selecionados e quantos serão. Nesse sentido, é possível trabalhar com apenas um fornecedor (para um produto específico, como o gerenciamento de uma frota de veículos), com uma rede de fornecedores diretos, com fornecedores indiretos (que fornecem para os diretos) e com o de origem internacional.

A escolha deve ser feita com base nas estratégias organizacionais, considerando os objetivos estabelecidos e a forma de trabalho. Também é preciso se certificar de que as necessidades da empresa serão plenamente atendidas.

Agora surge a questão: como fazer adequadamente a gestão de fornecedores? Veja 6 dicas que vão ajudar muito neste sentido:

1) Saiba quais são os objetivos da empresa

Independentemente do seu cargo, você, enquanto profissional, precisa estar alinhado aos objetivos e metas organizacionais. É a partir desses conhecimentos que você poderá atuar para conquistar os melhores benefícios. No caso do gerenciamento dos fornecedores, é preciso realizar um planejamento de acordo com o que é definido pela diretoria, criando metas viáveis e passíveis de serem alcançadas.

2) Organize os processos

De nada adianta saber definir objetivos e metas e não ter um processo correto para viabilizar o planejamento. Por isso, todos os setores da organização precisam ter processos bem definidos, envolvendo desde a seleção de novos colaboradores até os suprimentos que devem ser adquiridos.

Leia também:  Planilha Estudo de Viabilidade - Frota Própria x Terceirizada

Com isso, pode-se fazer uma gestão mais adequada da relação com os fornecedores, identificando pontos de melhoria. Também é válido adotar softwares de gerenciamento, que facilitam muito o acesso e a visualização dos processos, dados e informações.

3) Construa um bom relacionamento com os fornecedores

Já vimos que trabalhar em parceria com os fornecedores é um ponto fundamental. É importante ter em mente que o relacionamento e as negociações devem se basear no “ganha-ganha”, ou seja, devem ser vantajosos para todos os envolvidos.

Dessa forma, será mais fácil conseguir vantagens em produtos e serviços, obtendo os melhores itens e negociando uma possível redução de valor. O resultado? A sua empresa ganhará vantagens competitivas sobre a concorrência.

4) Entenda os custos e valores envolvidos na cadeia de suprimentos

Para poder gerir bem os fornecedores, é importante conhecer todo o processo da cadeia de suprimentos. E isso abrange o conhecimento dos custos e valores envolvidos. Assim, você pode escolher não apenas aquele fornecedor que oferece o preço mais baixo (até mesmo porque esse pode não ser o fator principal), mas aquele que fornece o melhor serviço ou melhores prazos de entrega.

Por exemplo, um fornecedor que sempre entrega seus produtos com defeitos ou avarias pode se refletir negativamente no seu produto final, comprometendo a reputação da sua marca diante do público consumidor. Quando o assunto é a gestão de fornecedores, muitas vezes o barato sai realmente caro.

5) Compartilhe informações críticas

O fornecedor é um parceiro e deve ser tratado como tal. Por isso, qualquer informação crítica deve ser partilhada com ele. É claro que deve haver um processo de confiança, confidencialidade e segurança. Mas é imprescindível estabelecer esse nível de informação, assegurando que as necessidades da sua empresa serão atendidas conforme o acordado.

Leia também:  Como reduzir os custos da sua frota corporativa

6) Planeje as exceções

 

É importante planejar os processos da gestão de fornecedores, sem esquecer das exceções que podem ocorrer eventualmente.

Em um relacionamento de longo prazo, exceções sempre podem ocorrer. No entanto, como o próprio nome afirma, elas não devem ser frequentes, porque isso impacta tanto no funcionamento da empresa compradora quanto na execução do fornecimento do produto, serviço ou matéria-prima.

Por isso, é recomendado que você planeje e deixe claro com o fornecedor como as exceções serão trabalhadas, evitando prejuízos ou atropelos. Assim, também é possível reduzir o número de emergências ao longo do tempo.

Assim, a gestão de fornecedores deve ser encarada como uma ação estratégica, porque não somente facilitará a execução das operações da empresa como também trará vantagens competitivas e resultará em melhores produtos destinados ao consumidor.

Gostou do artigo? Não deixe de compartilhar com a gente a sua visão sobre como deve ser feita uma boa gestão de fornecedores para empresas de todas as áreas de atuação.

E claro, siga a Unidas Frotas nas redes sociais!

One thought on "Gestão de fornecedores: entenda a importância e saiba como fazer!"

  1. Passi Martin Luther King disse:

    Gostei muito do artigo, era importante para me permitir ter mais subsídios em relação a gestão dos forecedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2019 Unidas. Vamos juntos. - Todos os direitos reservados