Created with Snap
8 dicas sobre direção defensiva que você deve aprender agora!

8 dicas sobre direção defensiva que você deve aprender agora!

Tanto faz se você utiliza o carro para trabalhar ou apenas nos finais de semana: enfrentar o trânsito da cidade ou da estrada é algo que sempre traz consigo alguns riscos. Por isso, uma coisa que todo motorista tem em comum é o objetivo de chegar ao seu destino com segurança e sem imprevistos.

As exigências do trânsito em relação a estar atento, bem-disposto e consciente daquilo que está ao seu redor nem sempre são reconhecidas da maneira correta pelo motorista. Direção segura é algo que pode ser o diferencial entre sofrer um acidente e evitar correr riscos.

No caso das empresas, principalmente, é indispensável prestar muita atenção a este assunto. Preservar a integridade dos colaboradores e usuários de frotas corporativas é uma obrigação e ainda proporciona uma significativa redução de gastos com multas, combustível e sinistros.

O que é direção defensiva?

Muitos acidentes são causadas por falta de atenção, responsabilidade ou imprudência. Sendo assim, a direção defensiva é um conjunto de comportamentos para prevenir esses acidentes. Conforme o Manual de Habilitação, disponibilizado no site do DETRAN, a direção defensiva é: “uma forma de dirigir que permite identificar antecipadamente as situações de perigo e prever o que pode acontecer com você, com os ocupantes do seu veículo, com o seu veículo e com os outros usuários da via.”

Tipos de direção defensiva

Há dois tipos de direção defensiva, sendo eles a direção defensiva preventiva e a corretiva. Na direção preventiva há uma atitude constante do motorista para evitar acidentes. Ou seja, ele  antecipa os riscos e dirige com atenção e consciência. Já na direção defensiva corretiva é aquela em que o motorista toma medidas ao ser exposto a uma situação imprevista, onde há possibilidade de acidente. 

São elementos básicos da direção defensiva

Pensando nisso, fizemos aqui uma lista com 8 dicas sobre direção defensiva em resumo para que o motorista esteja apto a agir de maneira mais tranquila e segura no seu dia a dia, evitando dores de cabeça e problemas de segurança em geral. Confira!

1) Posição do corpo

A primeira medida de direção defensiva é encontrar a posição ideal para dirigir

Praticar a direção defensiva significa ser capaz de prever situações de risco e conduzir seu veículo de forma a evitá-las. Para isso, a primeira coisa a fazer é conferir se as condições de direção são as mais adequadas para você, começando pela posição do corpo.

O ideal é que você fique com braços e pernas ligeiramente dobrados e com as costas no encosto em um ângulo próximo a 90 graus. É importante que você se sinta confortável e tenha clara noção da visibilidade através de todos os espelhos.

Estique os braços em direção à frente do carro. Seu pulso deve tocar o alto do volante sem dificuldade, caso contrário pode ser necessário ajustar a posição do banco um pouco para a frente, evitando assim uma sobrecarga na sua coluna e proporcionando mais agilidade nas manobras.

Uma rápida pesquisa sobre as principais lesões causadas por acidentes de trânsito faz com que qualquer pessoa nunca mais deixe de dar a devida atenção à postura. Sua importância não diz respeito apenas ao conforto para dirigir, mas é principalmente uma questão de segurança.

Estar mal posicionado ao volante pode atrapalhar a visão periférica do motorista ou até mesmo impedir que ele realize uma manobra de segurança com a devida rapidez.

A postura é algo que costuma ser negligenciada, principalmente em frotas empresariais. Por isso, é importante conscientizar os funcionários sobre os riscos existentes e os danos à saúde causados por uma longa jornada de trabalho sem os cuidados com a ergonomia.

Veja também: Gestão de Frotas: o que é e como fazer

2) Atenção aos itens de segurança

Atenção aos itens de segurança

Desenvolva o hábito de afivelar o cinto assim que entrar no veículo, antes mesmo de ligar o carro. Certifique-se também que todos os ocupantes façam o mesmo. As estatísticas de trânsito mostram que essa simples ação faz uma diferença gigantesca em relação aos danos causados por um acidente.

Ninguém espera sair de casa e sofrer um acidente de trânsito, mas é melhor prevenir do que remediar. Portanto, mantenha os itens de segurança em boas condições. Cinto para todos os ocupantes, freios, estepe e triângulo de sinalização, por exemplo, devem ser regularmente checados.

Leia também:  Câmbio automático ou manual? Entenda suas diferenças

No caso de frotas corporativas, é preciso incluir os itens de segurança na hora de selecionar os melhores veículos para a sua empresa. Zelando pela saúde e segurança dos motoristas você garante melhor qualidade no serviço e, consequentemente, retorno financeiro para a empresa.

3) Mão no volante e atenção no trânsito

Mantenha as duas mãos no volante!

Esteja sempre com as mãos no volante e evite tirá-la para outras coisas além de trocar a marcha. Em um momento de risco é essencial que você esteja apto a manobrar rapidamente, de forma prevenir uma colisão ou outros acidentes. Por isso, jamais utilize o celular ou fique com outros objetos que impossibilitem sua mão de desenvolver corretamente a atividade que você está fazendo.

É comum também que utilizemos o GPS ou outros aplicativos de localização no smartphone que nos auxiliam a chegar ao nosso destino. Por isso, mantenha o hábito de prepará-los antes de colocar o veículo em movimento e jamais utilize o celular enquanto dirige. O dispositivo utilizado para acessar o GPS, de acordo com a legislação, deve estar obrigatoriamente fixado ao para-brisa.

Invista em treinamentos

Empresas com vários condutores devem considerar treinamentos em direção defensiva para desenvolver neles hábitos como esse, que funcionam a favor da sua segurança e bem-estar.

É importante ter em mente que a qualidade de vida dos funcionários envolvidos com uma frota de veículos influencia diretamente no serviço realizado. Nesse sentido, a conscientização é uma ação importante pois envolve questões de saúde e segurança.

Além disso, oferecer treinamentos e implantar uma cultura de direção mais segura em uma empresa são práticas que trazem benefícios significativos, a começar pelo lado financeiro.

Uma frota possui diversos fatores que geram gastos para que ela seja mantida. Entretanto, é possível trabalhar para diminuir alguns deles. Podemos citar, por exemplo, o custo de manutenção de danos em veículos.

Custo de manutenção

A empresa precisa não só se preocupar com os gastos normais de manutenção como, também, com o conserto de eventuais danos por colisões ou direção irregular, que exige mais da mecânica do carro. Faça as contas e verifique o quanto sua empresa já gastou com esse tipo de reparo.

Por isso, a conscientização é fundamental. Motoristas mais responsáveis e bem-capacitados dirigem com mais cautela e segurança, proporcionando uma redução importante nos custos de manutenção da frota.

4) Mantenha uma distância segura dos outros veículos

Um dos tipos de acidentes mais comuns é a colisão traseira. Normalmente, ela é resultado de uma prática de direção que não considera o fator da distância entre os veículos. Isso pode parecer óbvio, mas muita gente acredita que é capaz de agir a tempo de evitar um acidente.

Acontece que, quando o veículo da frente freia, existe um tempo de resposta natural para que o motorista do carro de trás perceba e possa agir. Assim, por melhor que seja seu freio, ele acaba sendo acionado ao menos alguns centésimos de segundo depois, o que pode ser a diferença entre uma frenagem segura e um acidente.

Por isso, fique atento à distância que você deve manter do veículo da frente. Lembre-se de que, em caso de uma emergência, você precisará de espaço suficiente para parar seu carro e evitar uma colisão.

Da mesma maneira, evite ficar próximo demais de outros carros ou trafegar ao lado de caminhões e ônibus. Se você precisa passar por eles, faça isso e se afaste. Veículos longos possuem mais pontos cegos e seus motoristas podem estar cansados e desatentos, por isso é importante que você garanta uma distância segura.

Estudos mostram que, além de colocar em risco a segurança de todos, desrespeitar a distância de segurança entre veículos resulta em maiores congestionamentos pois, como dissemos, uma freada é respondida com atraso pelo veículo de trás. Isso gera um efeito dominó, deixando todo o trânsito mais lento até que seja criado um engarrafamento.

5) Mantenha o carro em boas condições

Tanto para o usuário comum como para profissionais, a saúde do veículo é importantíssima para que ele esteja preparado e responda aos seus comandos em momentos críticos. Faça as reviões no tempo previsto e fique de olho na integridade de itens como pneus, freio, suspensão e luzes de sinalização.

Quando um imprevisto acontece, uma manobra de emergência do motorista vai exigir um esforço maior dessas partes do carro. Por isso, é importante que motoristas estejam bem instruídos sobre como agir nessas situações e, também, que os veículos estejam em boas condições para não deixá-los na mão. Ter sempre a manutenção em dia ainda evita problemas mecânicos que podem colocar o condutor e outras pessoas em risco. Com o carro e o motorista bem preparados, muitos incidentes podem ser evitados.

Leia também:  Dimensionamento de frotas: como saber se preciso de mais veículos?

Muitas vezes a falta de atenção ou comodidade pode fazer com que o motorista deixe de cumprir certos procedimentos que são obrigatórios e previnem acidentes. Por exemplo, o uso do cinto de segurança ou sinalização enquanto dirige, como é o caso da seta.

Manutenção e revisão sempre em dia!

Manutenção sempre em dia!

A prevenção de acidentes passa, antes de qualquer coisa, pela prevenção de riscos desnecessários. E isso é algo que só pode ser alcançado se seu carro estiver em boas condições de uso. Por isso, cuide bem do seu veículo!

Assim como estar sempre atento a mudanças de comportamento do carro, é fundamental fazer a manutenção preventiva e manter as revisões em dia. Alguns problemas mecânicos só são perceptíveis quando a peça já quebrou. Aí será tarde demais!

É para isso que servem as revisões. Nelas, um profissional especializado vai substituir peças desgastadas e realizar ajustes para manter seu veículo em bom estado. Além disso, é preciso estar atento à manutenção preventiva.

Calibragem e rodízio de pneus, troca de óleo, verificar o freio e o funcionamento das luzes são alguns dos itens que devem fazer parte da rotina do motorista. Além de proporcionarem uma economia com manutenções corretivas, aumentam a segurança de quem utiliza esse transporte.

A principal característica de uma direção defensiva é estar de acordo com a legislação, pois ela já prevê possibilidades de risco à segurança e se adapta, tornando-se uma referência para prevenção de acidentes.

Aliada à atenção constante e veículos em boas condições, ela fará com que você vá aonde precisar sem se colocar em posição de risco.

6) Conheça bem as leis de trânsito

A sinalização deve ser utilizada sempre que o motorista for realizar uma conversão, mudar de pista de rodagem ou estacionar. Usar a seta é obrigatório para que os veículos ao seu redor estejam previamente cientes da sua manobra.

Ao mudar de faixa, verifique primeiro se ela está livre e se você entrará numa velocidade e distância adequadas em relação aos outros veículos. Esse hábito fará com que você veja e seja visto, o que é a melhor forma de evitar manobras bruscas de todos no trânsito.

E jamais ultrapasse pela direita ou em locais onde não é permitido. Não coloque em risco a vida das pessoas no seu carro e nos outros que estão ao seu redor. Trafegue na velocidade permitida e pelas faixas corretas.

Além disso, fique atento às mudanças, como a nova lei do farol baixo. Estando atualizado em relação à legislação, o motorista está zelando pela própria segurança e de todos no trânsito.

7) Conheça bem o seu veículo

Para ajustar bem os espelhos retrovisores e garantir uma boa visão periférica, saiba qual o ponto cego do seu carro e como dirigir de forma a não deixar outros veículos fora do seu campo de visão. Além disso, esteja sempre atento ao funcionamento do acelerador, do freio, embreagem, volante etc.

É essencial prestar atenção nas pequenas alterações no comportamento do carro para identificar rapidamente a necessidade de reparos. Mudanças repentinas no funcionamento podem significar algum problema mecânico e isso pode se tornar um grande perigo.

Ninguém quer passar pela situação de ter uma peça quebrada enquanto dirige, correndo risco de perder o controle do carro. Portanto, fique atento e não passe sufoco!

8) Invista em práticas de direção mais seguras

Segurança em primeiro lugar!

Toda atividade exige um certo tempo de prática para ser realizada com eficiência. Com a direção não é diferente. É preciso aprender e treinar muito para se tornar um bom motorista.

Acontece que muita gente acredita já dominar completamente o veículo e deixa de se preocupar em melhorar suas habilidades ao volante. Esse é, inclusive, um fator muito observado em frotas empresariais. Os motoristas, por terem uma longa experiência no serviço, acreditam que não há nada para ser melhorado em sua direção.

Por isso, é preciso investir em treinamentos e até mesmo reuniões que proporcionem a oportunidade de conversar abertamente com todos. Muitas vezes as próprias experiências de um motorista podem influenciar os outros a desenvolverem melhores práticas.

Trocas de marcha no tempo certo, manter a distância do veículo da frente, frear com antecedência e verificar constantemente se os espelhos estão bem alinhados são algumas das práticas que tornam o motorista mais capaz de dirigir com segurança. Isso sem falar do respeito às leis de trânsito — principalmente em relação aos limites de velocidade.

Um motorista que pratica a direção defensiva está sempre atento ao trânsito ao seu redor. É preciso reavaliar suas próprias habilidades constantemente para que o trânsito seja um local mais seguro para todos. Saiba como treinar os seus motoristas para a direção defensiva.

Saiba como treinar seus funcionários na Direção Defensiva

Gerenciar uma frota de veículos é uma tarefa que exige uma série de habilidades e competências por parte do gestor. Da mesma maneira, guiar um veículo exige do condutor o treinamento necessário para uma direção segura. Por isso, técnicas de Direção Defensiva são muito importantes, tanto para a segurança no trânsito quanto para o bom gerenciamento de uma frota.

Leia também:  Como é feita a transformação dos carros especiais de bombeiros?

Como afirma Rodrigo Pontes, gestor da frota de uma grande indústria petroquímica, a evolução dos indicadores de performance da frota corporativa tem muito a ganhar com a Direção Defensiva, que impacta positivamente a operação como um todo:

“A capacitação dos condutores na Direção Defensiva é um elemento primordial para obtenção de resultados no processo de gestão de frotas. A partir dele, desenvolvemos os usuários para um uso consciente e seguro dos equipamentos, provendo ganhos na prevenção de acidentes e benefícios financeiros relacionados a um consumo mais adequado de combustível, além da redução nas manutenções corretivas.”

Mas então, como treinar os condutores e demais colaboradores nas técnicas da Direção Defensiva? Continue lendo e descubra as principais práticas e procedimentos para dirigir com muito mais segurança e tranquilidade:

Comportamento correto para uma direção defensiva

Quem dirige bastante sabe como o trânsito parece ficar cada dia pior e tem, até mesmo, “mexido” com os ânimos dos motoristas. Porém, a Direção Defensiva exige equilíbrio e muita atenção do condutor, já que o comportamento do motorista é determinante para o seu desempenho no trânsito.

Instrua seus funcionários a sempre dirigir com as duas mãos no volante, evitando distrações enquanto estiverem guiando. Caso seja preciso manusear um aparelho de GPS ou um celular para se localizar, isso deve ser feito com o veículo parado.

Motoristas com problemas de saúde física ou emocional podem ter seu nível de atenção no trânsito diminuído, motivo pelo qual não se recomenda que eles dirijam nessas condições.

A empresa tem papel fundamental no momento de identificar comportamentos e outras situações a serem corrigidas em relação ao papel do condutor na frota. Para isso, é preciso contar com o devido suporte tecnológico e processos internos que permitam uma atuação preventiva aliada à correção de eventuais desvios comportamentais, como conta Leonardo Pires, um dos responsáveis pela frota de uma grande empresa do ramo alimentício:

“Planejamos definir o curso de direção defensiva como um requisito obrigatório para os nossos condutores, bem como as reciclagens periódicas. Estamos investindo em mais ferramentas e controles para mapear os comportamentos de risco dos nossos condutores – como a telemetria, por exemplo – que nos permitirá entender e agir de forma a treinar e levar informação aos nossos colaboradores de forma individualizada.”

Atenção às leis de trânsito

As leis existem para tornar o trânsito mais seguro, e segui-las é fundamental para a prática da Direção Defensiva. Seus funcionários devem ser orientados a sempre dirigir dentro dos limites de velocidade, manter distância adequada dos outros veículos e fazer uso das setas ao mudar de faixa ou fazer uma conversão.

Ultrapassagens e outras manobras também devem ser feitas de forma consciente e segura. Evitar riscos desnecessários por negligência ou falta de atenção às leis de trânsito é parte do resultado de um bom treinamento de Direção Defensiva.

A importância da manutenção dos veículos

manutenção dos veículos garante a segurança dos condutores e também faz parte da Direção Defensiva. Seus condutores devem estar sempre atentos às condições dos veículos que estão utilizando e informar quando houver algo de errado com eles.

Aliando uma frota bem cuidada a motoristas atentos e capacitados é um fator que diminui bastante as chances de ter problemas com veículos ou com os funcionários da sua empresa.

Inspeção dos itens de segurança

Todo carro possui dispositivos e itens de segurança essenciais para todo motorista que se preocupa com a direção defensiva. Oriente seus funcionários a verificar as condições de todos eles antes de iniciar o seu trabalho. Vale a pena também instituir uma rotina de checagem periódica de itens básicos, orientada por um checklist simples.

Um dos principais itens que devem ser verificados — e utilizados, claro — é o cinto de segurança. A condição das luzes, buzina, pneus e estepe também deve ser checada e os veículos só devem sair para rodar se tudo estiver de acordo.

Conscientize seus funcionários sobre a importância da Direção Defensiva

Muitas vezes, é necessário que se vá além da instrução para se obter os resultados desejados. Por isso, é importante esse trabalho de conscientização. As técnicas de Direção Defensiva não são apenas normas que devem ser seguidas durante o expediente; elas garantem a segurança no trânsito, seja durante o trabalho ou em momentos de lazer.

Seguindo essas dicas sobre direção defensiva você estará zelando pela sua saúde, dos seus colaboradores e daqueles que você ama. Por isso, todo cuidado é sempre bem-vindo.

Gostou das dicas? Então, siga a Unidas Frotas nas redes sociais e não perca novos artigos como este! Acesse o site Unidas Frotas.

24 comentários em "8 dicas sobre direção defensiva que você deve aprender agora!"

  1. Vera Silva disse:

    Caramba!Gostei muito do artigo do seu site. Estarei acompanhando sempre.Grata!!!

  2. Boa iniciativa, parabéns aos idealizadores.

  3. Paula Fernandes Barroso disse:

    Que beleza. É disso que eu gosto nesse site, é direto ao ponto, você pesquisa e já encontra o que procura de cara, informação de sobra aqui!!!

  4. muito bom seus post … parabens vou acompanhar seu blog sempre ja esta nos favoritos

  5. Vera Silva disse:

    Gosto muito do artigo do seu site. Estarei acompanhando sempre.Grata!!!

  6. Lucio Trindade disse:

    bem interessante, gostei!

  7. CURSO ASSISTENTE VIRTUAL disse:

    Oi! gosto muito de seus artigos, informativos e atual. Parabéns

  8. Ferreira disse:

    Parabéns pelo artigo, muito interessante!

  9. DAMIANA disse:

    Gostei muito

  10. Dhanilo Bacellar disse:

    Obrigado. Foi de grande ajuda para mim 🙂

  11. DBS company disse:

    Seu conteudo foi de grande ajuda para mim.

  12. Souza disse:

    Parabéns pelas dicas e pelo excelente poster.

  13. Maria Carmem disse:

    Aqui é a Maria Carmem, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

  14. Mundo feminino disse:

    Olá td bem? Amei seu post,seu conteúdo esta muito bom. Vou acompanhar o blog ,Sucesso 🙂

  15. Cabo Wilson disse:

    Gostei muito do seu post, obrigado por nós brindar com seu conhecimento, vou acompanhar seu blog esse tipo de conteúdo tem me ajudado bastante.

  16. Marcio disse:

    Muito bom seu artigo e obrigado pelas dicas

  17. Cursos Online disse:

    Olá aqui é a Vanessa Silva, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

  18. Hermes Dagoberto disse:

    Gostei e me identifiquei com o conteúdo de sua divulgação, creio que pode ser útil para usar em meu negócio. Vou procurar um link para manter o contato e acompanhar novas informações.
    Sds.

  19. Patricia disse:

    Ótimas informações! Nesse momento precisamos nos reiventar para superar a crise!

  20. HERMES DAGOBERTO disse:

    Gostei do tema de sua divulgação, gostaria de ver se é pertinente para meu site.

    Sds.

  21. Gostei do assunto de sua divulgação, gostaria de ver se é pertinente para meu site.

  22. Gostei do assunto de sua publicação, gostaria de ver se é pertinente de divulgar em meu site: link acima.

    Sds.

    Hermes

  23. Elisangela disse:

    Muito bom tô aprendendo a dirigir e ao mesmo tempo que é uma sensação Maravilhosa , dá uma sensação medo rs” essas dica foram fantástica obrigada

  24. Vida disse:

    Muito bom estou aprendendo a dirigir e ao mesmo tempo que é uma sensação Maravilhosa, dá uma sensação medo, más essas dicas foram fantásticas muito obrigada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2022 Unidas Frotas. Vamos juntos. - Todos os direitos reservados