Created with Snap
desafios da logística no agronegócio

Conheça os desafios da logística no agronegócio e como superá-los

A logística é o processo de distribuição e armazenamento de produtos utilizado pelas empresas que tem como objetivo coordenar as atividades voltadas à aquisição e ao transporte de cargas e mercadorias desde o momento de origem até o consumo final.

A logística está presente em todos os setores do mercado, pois seu papel é fundamental para garantir o bom andamento de qualquer tipo de negócio, incluindo o agronegócio. E aí, você conhece os desafios da logística no agronegócio? Se a sua resposta foi negativa, este post é para você. Leia até o fim e tire as suas principais dúvidas sobre o assunto!

 

O que é a logística no agronegócio?

No agronegócio, a logística marca presença em toda a movimentação de produtos e cargas, desde o carregamento de matérias-primas pelos veículos até o transporte propriamente dito.

Apesar de se tratar de um modo de gestão que cuida principalmente da movimentação de produtos, engana-se quem pensa que a logística no agronegócio está restrita apenas ao transporte. Na verdade, processos essenciais para a empresa, como o de compras, distribuição e armazenamento de produtos, também fazem parte da logística.

Não é à toa que, dentro do agronegócio, podemos dividir a gestão em:

  • logística de suprimentos;
  • logística das operações de apoio à produção agropecuária;
  • logística de distribuição.

Esses processos, colocados em prática nos diversos segmentos de toda a cadeia produtiva do setor, buscam levar agilidade nas operações e garantir que tudo ocorra no tempo certo, com o custo adequado e com a qualidade necessária.

Leia também:  Como contratar motorista para frota: 6 dicas do que avaliar

 

Quais são os desafios da logística no agronegócio?

Existem diversos pontos que dificultam a logística no agronegócio brasileiro, que acabam impactando a atuação e o desempenho das empresas e que, muitas vezes, geram milhões de reais em prejuízos. Confira, a seguir, quais são os principais desafios:

Armazenamento de grãos

Mesmo que a produção do setor tenha aumentado bastante nos últimos anos, a estrutura de armazenagem não vem acompanhando esse crescimento. Para se ter uma ideia, a capacidade estática de armazenamento de grãos no Brasil era de cerca de 166 milhões de toneladas em 2019, mas a safra do ano atingiu a marca recorde de 241,5 milhões. Isso significa que a estrutura de silos e armazéns brasileira teria de ser, no mínimo, 40% maior do que a atual.

Problemas no transporte

A má conservação das rodovias brasileiras é um problema sério para o agronegócio e traz muitos prejuízos – em 2019, por exemplo, 59% das rodovias do país apresentava problemas. Outro desafio relacionado ao transporte é quando o bem deslocado é uma carga viva, pois muitas empresas não estão preparadas para esse tipo de trabalho.

Há, ainda, outro problema: a perda de grãos no transporte que, em 2015, causou um prejuízo de mais de R$2 bilhões, quando 2,3 milhões de toneladas de soja e milho foram perdidas no Brasil.

Falta de profissionais qualificados

Este não é um desafio específico do agronegócio, mas que representa um problema em qualquer setor do mercado. No entanto, a falta de profissionais capacitados torna-se um desafio ainda maior na logística, uma vez que uma gestão ineficiente impacta diretamente no desempenho das empresas do agronegócio e, consequentemente, em seus lucros.

Leia também:  Veículos Especiais: conheça os principais modelos dessa categoria!

Alta burocracia no setor

Você sabia que existem milhões de normas relacionadas ao transporte de cargas no Brasil? Isso demonstra a grande carga burocrática que as empresas do agronegócio precisam enfrentar no dia a dia. Além de gerar uma grande dor de cabeça para os gestores, isso também pode afetar o prazo de entregas e, até mesmo, fazer com que muitas cargas sejam perdidas pela demora na realização de inspeções.

 

desafios da logística no agronegócio

 

Como superar os desafios da logística no agronegócio?

Infelizmente, muitos problemas encontrados na logística do agronegócio ultrapassam produtores e transportadores, sendo uma responsabilidade de governos locais, estaduais e Federal. A seguir, separamos algumas possíveis soluções para os desafios que você conferiu anteriormente:

  • investimento na construção de silos e armazéns para aumentar a capacidade de armazenamento de grãos;
  • ampliação da capacidade do transporte ferroviário e melhorias nas rodovias;
  • uso de inovações tecnológicas para a automatização de processos na linha produtiva;
  • adoção de uma logística colaborativa, como o frete de retorno de fertilizantes — isso evita que caminhões retornem vazios às empresas após deixar os produtos em seu destino, reduzindo, assim, os custos logísticos;
  • fomento da logística multimodalidade, ou seja, transportes feitos não apenas por rodovias, mas também por outros meios, como hidroviário e ferroviário — aqui, os caminhões continuam sendo essenciais, mas sem marcar presença em todo o trajeto;
  • aumento da produtividade no descarregamento de cargas, pois se gasta muito nesse processo, o que encarece a logística;
  • investimento em qualificação e capacitação profissional — em sua empresa, você pode oferecer cursos e treinamentos para seus colaboradores para que eles adquiram novos conhecimentos da área e aumentem seu desempenho, o que pode até mesmo contribuir para a retenção de talentos.

 

Leia também:  Ações Unidas contra a Covid-19

Qual a importância da tecnologia nesse caso?

Em nossa lista de soluções, abordamos o investimento em tecnologias, um dos pontos mais importantes na atualidade. Afinal, as inovações são imprescindíveis à logística no agronegócio, uma vez que esse setor envolve a administração de inúmeras variáveis.

Para uma boa gestão, o uso de softwares pode fazer toda a diferença, como contar com um bom Sistema de Gestão de Transportes (TMS) ou um Sistema de Gestão de Armazéns (WMS). Sem eles, é quase impossível manter a competitividade no mercado.

Além de informar as melhores rotas no transporte e facilitar os processos de compra e armazenamento, os sistemas de gestão ajudam a escolher os modais mais adequados para cada tipo de transporte, centralizam informações relacionadas aos custos e garantem que os lucros da empresa não se percam. Em suma, a tecnologia permite uma visualização global do processo logístico como um todo.

 

Entender os desafios da logística no agronegócio é uma parte essencial do setor, pois envolve um grande número de processos e informações, a fim de que o transporte e o armazenamento de produtos sejam executados de maneira eficiente e com qualidade. Depois de conferir este post, você tem em mãos as informações necessárias para colocar uma boa gestão em prática.

Para atingir grandes resultados, o investimento em tecnologia é imprescindível, assim como a busca por serviços especializados, como é o caso da terceirização de frotas. Para que você saiba mais sobre o assunto, separamos outro artigo do blog com as 6 razões pelas quais a terceirização de frotas cresce no mercado. Não deixe de conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2021 Unidas Frotas. Vamos juntos. - Todos os direitos reservados