Created with Snap
Depreciação de veículos: como ela impacta sua frota?

Depreciação de veículos: como ela impacta sua frota?

No dia a dia da gestão de frotas corporativas, é importante ficar de olho em alguns indicadores estratégicos. Um deles é a depreciação de veículos, uma situação que pode influenciar tanto o patrimônio da empresa quanto a sua produtividade.

Ao considerarmos a desvalorização média de veículos usados, que é de 10% ao ano, em média, temos uma ideia de seus impactos financeiros. Ainda que esse não pareça um fator tão relevante em primeira análise, a depreciação pode ser a origem de diversos outros custos ocultos da frota, além de representar riscos aos membros da equipe com o passar do tempo.

Neste artigo, falaremos sobre como a depreciação de veículos da frota pode afetar sua empresa e as formas de evitar perdas acumuladas com o tempo. Ao final, apresentaremos uma solução eficiente e flexível para resolver o problema. Confira!

Redução do valor de revenda devido à depreciação de veículos

Redução do valor de revenda dos veículos

Quem já comprou um carro novo sabe que, na hora de revender, é impossível conseguir o mesmo preço que foi pago na compra. Normalmente, considera-se que 20% do valor do veículo é perdido no momento em que ele deixa a concessionária, isso sem considerar eventuais avarias e defeitos que possam surgir com o uso.

E como isso interfere na frota da sua empresa? Primeiramente, é preciso renová-la com regularidade para continuar atendendo às expectativas do seu público e garantir a produtividade do negócio. Mesmo que a revenda dos veículos antigos permita uma redução no custo dessa renovação, é inegável que a depreciação dos veículos joga contra sua empresa quando os custos são colocados na ponta do lápis.

Leia também:  Veículos especiais: conheça os processos de customização de viaturas

Por isso, o investimento na compra de veículos é uma prática que vem sendo reavaliada por cada vez mais empresas. Em muitos casos, a tendência tem sido a busca por soluções que ofereçam suporte às atividades e que façam consumo de menos recursos financeiros.

Veículos cada vez mais desatualizados

As inovações na indústria automotiva surgem em um ritmo acelerado. Muitos desses avanços oferecem grandes benefícios funcionais, tornando os veículos mais eficientes, rápidos e seguros. O resultado disso é que os carros novos costumam ser melhores em vários aspectos: tecnologia mais atual, mais eficiência energética, melhor performance e maior compatibilidade tecnológica.

Assim, os veículos mais antigos vão perdendo essas vantagens se comparados aos modelos atuais, e a sua frota estará, basicamente, desatualizada. Dessa forma, a necessidade da renovação não está ligada apenas à redução dos efeitos da depreciação, mas também à atualização dos serviços da própria empresa como um todo.

Se seus concorrentes contarem com uma frota mais atualizada do que a sua, haverá uma grande desvantagem operacional a ser superada. E não se engane: veículos desatualizados e depreciados podem ter reflexos negativos inclusive na retenção de talentos da sua empresa, aumentando o índice de rotatividade. Afinal, os veículos são ferramentas de trabalho e os bons profissionais buscam estar bem equipados para render o máximo possível.

Aumento no consumo de combustíveis

Aumento no consumo de combustíveis

Veículos depreciados podem apresentar um problema em comparação aos mais atuais: o aumento no consumo de combustíveis. Esses veículos não consomem mais apenas em comparação a outros mais novos, mas também em relação aos seus próprios estados anteriores.

Essa situação acontece devido ao desgaste natural de seus componentes, que afeta diretamente seu desempenho e aumenta os custos operacionais. Assim, a depreciação acaba por inflar ainda mais a despesa com combustíveis, encarecendo o orçamento da gestão de veículos.

Leia também:  Veículos Especiais: conheça os principais modelos dessa categoria!

O problema se torna ainda mais relevante quando consideramos que o custo relacionado ao combustível utilizado pela frota é um dos mais altos de toda a operação. Então, reduzir o consumo é fundamental para equilibrar os gastos e a gestão da frota.

Maior necessidade de manutenção

Maior necessidade de manutenção

A depreciação de veículo traz consigo o inevitável desgaste de suas peças e componentes. Por isso, além de esse fenômeno influenciar o consumo de combustível, ela aumenta a frequência de visitas à oficina mecânica.

É preciso ter em mente que os veículos são compostos de diversos sistemas mecânicos e eletrônicos que devem operar em conjunto. Isso significa que, quando algum deles apresenta falhas, outros também podem ser comprometidos. O resultado disso costuma se refletir em problemas no funcionamento do veículo, que prejudicam o desempenho e causam grande sensação de insegurança aos motoristas.

Com o passar do tempo, a situação vai piorando e as manutenções vão ficando mais caras e frequentes. Sua operação perde em eficiência e produtividade, crescendo em custos e em ociosidade toda vez que um veículo precisa ser parado para a realização de manutenções corretivas.

A terceirização de frotas como solução para sua gestão

A depreciação de veículos afeta a produtividade da frota e resulta em perdas financeiras para a empresa. A forma mais eficiente de evitar todas essas situações que mencionamos é optar pela terceirização de frota.

A verdade é que a gestão de uma frota própria pode ser complexa e repleta de imprevistos. Muitas vezes, é preciso ter membros da equipe atuando exclusivamente nesse controle, além de lidar com custos variáveis, já que um veículo pode precisar de reparos a qualquer momento. Tudo isso dificulta o planejamento financeiro e reduz a eficiência das operações.

Buscando a simplificação da gestão de veículos, muitas empresas já migraram para as frotas terceirizadas. Nesse modelo, é possível ter à disposição veículos sempre atuais e do modelo que for ideal para cada tipo de negócio. A partir de custos fixos mensais, a empresa deixa de se preocupar com assuntos operacionais, como manutenção ou pagamento de impostos.

Leia também:  Outsourcing na logística: por que devo implementar?

Todas essas obrigações ficam a cargo da terceirizadora, que conta com profissionais experientes para garantir a disponibilidade e as boas condições dos veículos de que sua empresa precisa. Isso ainda permite que a sua equipe seja otimizada para atingir o máximo de eficiência e melhoria nos resultados.

No fim das contas, isso pode representar uma economia considerável para o caixa da empresa. Em média, o custo de uma frota terceirizada pode ser até 25% menor em comparação com uma frota própria. Com mais recursos disponíveis e veículos prontos para atender a qualquer demanda, seu negócio pode fazer da terceirização um verdadeiro diferencial competitivo para se destacar da concorrência.

E sabe qual é o parceiro ideal para a terceirização? A Unidas Frotas é líder em aluguel de frotas corporativas no Brasil e tem mais de 35 anos de experiência no mercado. Nossas soluções tornam a gestão de frotas muito mais simples para que você se esqueça de problemas como a depreciação de veículos.

Entre em contato conosco e conheça a melhor alternativa para transformar a mobilidade da sua empresa, reduzindo custos e aumentando a eficiência da sua frota!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2021 Unidas Frotas. Vamos juntos. - Todos os direitos reservados