Created with Snap
Por que nunca mais comprar um carro zero?

Por que nunca mais comprar um carro zero?

Comprar um carro zero é o sonho de muitos brasileiros. No entanto, pouca gente sabe que o momento de maior depreciação de um veículo é ao sair, pela primeira vez, da concessionária. Somando, ainda, os gastos com manutenção e impostos, fica fácil perceber que o carro não é um investimento, mas um bem de alto custo.

Por que nunca mais comprar um carro zero?

Mesmo assim, os veículos novos continuam sendo bastante desejados já que trazem uma série de vantagens em conforto, desempenho e segurança. Mas comprar um carro zero para ter sempre um automóvel moderno se torna cada vez mais caro e difícil, pois o dinheiro gasto jamais retornará.

Portanto, o ideal é conhecer as alternativas que o mercado oferece. Quer saber quais são elas? Então, continue sua leitura, pois mostraremos que é possível aproveitar os benefícios de um carro novo sem perder muito dinheiro!

Por que optar por um automóvel novo?

Além do cheirinho específico e do interior intocado, comprar um carro zero na concessionária é uma garantia de que a mecânica, a elétrica e a lataria estejam nas suas condições de fábrica. Isso permite um maior controle nas manutenções, o acompanhamento das revisões programadas e o aproveitamento da garantia.

Ficam asseguradas, também, a qualidade e a durabilidade das peças e do carro como um todo, com menos chances de aparecerem problemas mecânicos. Outro benefício é ter acesso à tecnologia mais avançada disponível para aquele segmento.

Por tudo isso, os automóveis novos possuem operação e manutenção mais baratas nos primeiros anos. Assim, valeria a pena trocar de carro a cada um ou dois anos. Porém, a compra de um zero-quilômetro não é o melhor caminho. No próximo tópico explicaremos o porquê.

Leia também:  Alugar ou financiar carro para empresa: qual a melhor opção?

Por que não comprar um carro zero?

A compra de um carro zero km dificilmente compensa. Já no momento da aquisição, há taxas e impostos como o emplacamento e a primeira documentação. Além disso, é preciso considerar o custo do financiamento com as taxas de juros e correções monetárias.

Por outro lado, as despesas referentes à propriedade do veículo novo, que possui um valor venal elevado, são caras e representam uma preocupação com renovações, prazos e valores para o pagamento. Entre elas estão inclusos os impostos como IPVA e DPVAT e o seguro veicular particular.

Por que não comprar um carro zero?

E se isso tudo não fosse suficientemente custoso, há também a depreciação. Ao sair da concessionária pela primeira vez, o carro sofre sua maior desvalorização, que pode passar dos 20%, dependendo do modelo. Isso acontece porque ele passa para o mercado comum dos usados, competindo com outros veículos de anos anteriores bem conservados.

Portanto, a compra de um automóvel zero-quilômetro exige muitos gastos. Mas já há no mercado alternativas para quem quer aproveitar os benefícios de um veículo novo sem as preocupações relacionadas à sua propriedade. Quer saber quais são? Então, siga sua leitura para o tópico seguinte!

Qual a alternativa para ter sempre um carro novo?

A desvalorização, os custos de propriedade e os de manutenção precisam ser levados em conta na hora de calcular as despesas totais para ter um carro novo. Assim, é um bem que exige gastos constantes.

No entanto, um veículo próprio traz vantagens em relação à sua disponibilidade e à liberdade no seu uso. Além disso, a comodidade, o conforto e a economia que o modelo ideal para suas necessidades oferece, podem fazer a diferença em longo prazo.

Leia também:  Esclarecemos 10 dúvidas comuns sobre o CIOT gratuito

Portanto, o melhor é conhecer o que o mercado oferece para ter um carro de uso próprio e se livrar das responsabilidades de um proprietário. Vamos te apresentar a novidade mais recente do mercado.

Aluguel em longo prazo

A alternativa mais recente é o aluguel de veículo em longo prazo, também conhecido como serviço de assinatura de carro. Nessa modalidade, o locatário contrata o modelo de sua escolha por um prazo de 1, 2 ou 3 anos, pagando um valor fixo.

A grande vantagem é que no preço já estão incluídos todos os custos de propriedade, como impostos, emplacamento e licenciamento, além das manutenções, do seguro veicular e a depreciação. Assim, é preciso arcar somente com as despesas relativas ao período de uso do carro, sem se preocupar em recuperar o investimento feito em uma revenda.

Esse tipo de aluguel é ideal para quem gosta ou precisa estar sempre de automóvel novo, seja pela comodidade, conforto e segurança, seja pela boa imagem da empresa, disponibilidade e eficiência do veículo zero-quilômetro. Afinal, a cada término de contrato, um novo modelo pode ser escolhido. Esse modelo de negócio é conhecido como leasing operacional nos EUA, onde ele corresponde a mais de 50% das aquisições de um automóvel novo.

Uma ótima opção dessa modalidade é o Livre, serviço de aluguel de longo prazo lançado pela Unidas. Com contratos que duram entre 1, 2 ou 3 anos, o Livre oferece toda a comodidade de um carro pronto para o uso sem a preocupação com a burocracia, documentação ou seguros. É uma forma inteligente de aproveitar somente o lado bom de ter um automóvel próprio.

Aluguel de longo prazo é a melhor alternativa para estar sempre de carro novo.

Como vimos, apesar dos benefícios de um automóvel novo, os custos com sua depreciação e as despesas relacionadas à propriedade e à manutenção, o tornam um patrimônio caro. Assim, comprar um carro zero pode não compensar.

Leia também:  Aluguel de carro elétrico no Brasil: realidade ou ficção?

O melhor é buscar alternativas para ter um veículo próprio, mas se livrar das obrigações de um proprietário, como é o caso do serviço de aluguel Livre.

Ficou interessado no Livre? Acesse o site e conheça mais! E também fique atento às nossas novidades sobre trânsito, tendências e mobilidade urbana. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2021 Unidas Frotas. Vamos juntos. - Todos os direitos reservados