Created with Snap

Vale a pena aderir à cobrança automática de pedágio para frotas?

Tempo de leitura: 6 minutos.

Um grande problema enfrentado pelos gestores de frotas corporativas, sendo elas próprias ou terceirizadas, é o controle dos diversos custos inerentes à sua operação. Combustível, manutenção, gestão de fornecedores, multas, gestão de quilometragem e pedágios são alguns exemplos das dificuldades encontradas no dia-a-dia de um empresário ou gestor responsável pela frota.

Um dos pontos que mais gera dúvidas é em relação aos pedágios e a sua modalidade de pagamento. Deve-se optar pela cobrança automática de pedágio ou efetuar o pagamento no local?

A seguir, veja algumas informações e situações que devem ser consideradas para fazer a melhor escolha.

Opções de pedágio automático

Atualmente, são encontradas no mercado quatro principais empresas de pedágio automático: a Sem Parar, a Auto Expresso, a ConectCar e a Move Mais. Desde a abertura do mercado em 2014, que anteriormente era monopolizado pela Sem Parar, houve uma grande redução dos preços e um aumento significativo de opções de planos. Devido à concorrência, o valor da adesão diminuiu bastante e, em muitos casos, ele nem é cobrado, o que também ocorre com as mensalidades.

Na modalidade pré-pago, o usuário (ou a empresa) paga uma taxa a cada recarga, sendo que quanto maior o valor da recarga, menor será a taxa cobrada. Já nas opções pós-pagas, existe a cobrança de uma mensalidade juntamente com os valores gastos em pedágios.

Frequência, tempo e prazos

Se os atrasos forem frequentes, pode valer a pena aderir ao pedágio automático

A primeira questão a ser avaliada é a frequência com que seus veículos precisam passar por postos de pedágio, o tempo que perdem neles e os prazos que devem ser cumpridos por cada veículo da sua frota.

Caso os atrasos se mostrem frequentes e seus prazos estejam muito apertados, é de grande valia aderir ao pedágio automático. O tempo economizado com o pagamento das tarifas pode se refletir no tempo das viagens, facilitando o cumprimento dos prazos e impactando positivamente na produtividade da sua operação.

Leia também:  6 dicas para melhorar a sua gestão de frotas

Mas se situações como essas ocorrem esporadicamente e seus prazos estão todos dentro do esperado, talvez não haja tanta necessidade de aderir à cobrança automática de pedágio. Isso, é claro, sem considerar outras questões referentes à gestão da frota, que pontuaremos a seguir.

Motoristas e funcionários

Motoristas e funcionários

Geralmente quando o pagamento é feito no local do pedágio, a tarefa é cumprida pelo próprio condutor, que é ressarcido posteriormente.

Nesse processo, o controle dos custos e das viagens fica muito mais complexo, dependendo da tabulação de dados colhidos manualmente via comprovantes de pagamento. Em caso de perda ou extravio desses comprovantes, fica praticamente impossível o rastreamento de todos os pedágios pagos por determinado motorista.

Como normalmente o pagamento é feito por débito em conta, nos planos pós-pagos, ou por recarga prévia, nos pré-pagos, o motorista não precisará desembolsar nenhum valor no ato do pagamento e nem se preocupar em guardar e anotar toda vez que passar por um posto de pedágio.

Esta automatização alivia a demanda sobre sua equipe interna, que não precisa mais fazer este demorado controle de cobrança e pagamento de pedágios para cada condutor que trabalha na sua frota, ficando livre para se dedicar a outras tarefas de maior importância estratégica para a sua empresa.

Impacto financeiro

A adesão a qualquer novo serviço gera um impacto financeiro nas empresas, por menor que seja. A cobrança automática de pedágio não é diferente, pois existem mensalidades e taxas que variam conforme o tamanho de sua frota, frequência de utilização do serviço, entre outros.

A questão principal é a avaliação do retorno financeiro que este serviço irá gerar. Seja pela diminuição do tempo, aumento de produção, melhoria na comodidade e redução de desperdícios, ou pela redução dos custos administrativos para gerenciar o reembolso.

Leia também:  Personalização de veículos: 5 dicas para sua frota corporativa

Algumas empresas de cobrança automática de pedágio oferecem descontos que podem valer muito a pena para sua empresa

O importante é expor, em valores, todos os custos gerados antes da implantação desse sistema e projetar os custos com a adesão de um plano ideal, analisando, dessa forma, o resultado ou a economia obtida neste processo.

Algumas empresas de cobrança automática de pedágio oferecem descontos de 1% a 5% para abastecimentos em determinadas redes de postos de combustíveis. Esta é uma economia que não pode ser ignorada no momento de calcular os custos e comparar os benefícios de cada fornecedor.

Uma análise com maior precisão deve apurar o quanto isso irá custar financeiramente e qual será o retorno gerado.

A certeza é que o mercado para esse tipo de serviço está crescendo e, cada vez mais, os gestores de frotas estão aderindo rapidamente, principalmente nas empresas que possuem frotas mais numerosas.

Cada empresa é um caso, e por isso é bom fazer uma análise detalhada para verificar se sua empresa se encaixa no perfil deste tipo de serviço, e se a sua adoção trará o retorno desejado.

Atualização: a Unidas fechou uma parceria com a Veloe, empresa que nasceu 100% digital e traz inovações em meios de pagamento para uso em pedágios e estacionamentos. Isto representa grandes vantagens tanto para os clientes do rent a car quanto para as empresas com frotas terceirizadas pela Companhia, ao deixá-los livres das filas para pagamento de estacionamentos e pedágios em todo o Brasil.

Gostou da análise sobre adoção da cobrança automática de pedágio? Aproveite para compartilhar este artigo com seus contatos e siga os perfis oficiais da Unidas Frotas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de:

© 2020 Unidas. Vamos juntos. - Todos os direitos reservados